Call of Duty: Black Ops – Cold War – Análise

Os perigos durante a guerra fria!

Uma das grandes franquias de jogos de tiro em primeira pessoa está de volta em grande estilo, estamos falando de Call of Duty: Black Ops – Cold War, título desenvolvido pela Treyarch e Raven Software e que foi publicado pela Activision, o game se trata de uma sequência direta do primeiro COD: Black Ops lançado em 2010, vamos conferir todos os detalhes do jogo ao decorrer desta análise completa e sem spoilers.

O jogo Call of Duty: Black Ops – Cold War teve o seu lançamento realizado em 13 de novembro de 2020 para as plataformas Xbox One, PlayStation 4 e Computador (PC), vale notar que o jogo também foi lançado para as plataformas da nova geração (PS5 e XSX).

A GRANDE GUERRA FRIA

Neste novo game da franquia os jogadores irão acompanhar uma história durante o período da Guerra Fria (no início dos anos 80), ao lado de personagens como Russell Adler (um operador da CIA) que procura por um perigoso inimigo conhecido como Perseus. Ao decorrer da história o jogador poderá passar por lugares como Berlim Oriental, Vietnã, Turquia e mais lugares, tudo isso também no controle de um personagem criado pelo jogador e que é chamado pelo codinome “Bell”.

Também é importante mencionar que durante sua jornada você poderá ver e interagir com personagens já conhecidos da franquia, como Alex Mason e Frank Woods. Não vamos nos aprofundar muito na história para evitar spoilers significativos para uma melhor experiência dos jogadores.

UM VISUAL IMPECÁVEL

Um dos pontos que chamam muito a atenção neste novo título de Call of Duty é a sua incrível qualidade visual, o jogo apresenta gráficos de ponta e que são dignos de um título para a nova geração de videogames. Seja através de uma iluminação bem trabalhada, texturas de qualidade superior, e até mesmo cinemáticas de missões que são tão realistas que confundem o jogador.

Ao jogar este titulo no PC, além destes pontos visuais de alta qualidade o game também apresenta diversas opções de customização gráfica, e também permite a instalação de pacote de textura de alta definição, apresentando um visual ainda mais incrível para os jogadores.

DIÁLOGOS E MISSÕES

Seguindo um estilo um pouco diferente dos antigos títulos de Black Ops, este novo game da franquia apresenta cenas de diálogos onde podemos fazer perguntas aos NPC’s durante a história, isso acaba tornando a experiência mais profunda e imersiva para os jogadores, além disso também existe a possibilidade de realizar missões ‘secundarias’ ao acessar um quadro de missões durante a sua campanha, fornecendo novas possibilidades para os jogadores que buscam por um gameplay mais longo e duradouro.

JOGABILIDADE E ARMAMENTO

Durante a sua jogatina é possível encontrar e utilizar armamentos dos mais diversos tipos, seja a mais simples pistola, armas pesadas como as espingardas ou até mesmo a utilização de armas brancas para quem busca uma aproximação mais furtiva durante alguns trechos do jogo.

Outro ponto interessante que devemos mencionar durante está análise de Call of Duty: Black Ops – Cold War é a possibilidade de enfrentar desafios em regiões de cidades, grandes construções, áreas de florestas e até mesmo regiões de neve intensa.

OS MODOS MULTIPLAYER

Além da interessante campanha apresentada, também podemos encontrar modos online que se mostraram interessantes, como o modo multiplayer que já é muito conhecido pelos fãs e que se mostrou mais refinado e divertido em seus mapas, além disso este modo também permite jogar partidas rápidas, contra bots e mais, tudo isso também oferecendo acesso a um painel de progresso, placar de lideres, desafios, etc.

No menu do jogo também existe a possibilidade de acessar facilmente o famoso modo Warzone (battle-royale) e também o modo zumbis para os jogadores que buscam por uma experiência contra os mortos vivos, este modo apresenta fases de Die Maschine 20 rodadas, Die Maschine Sem Fim e o Dead Ops Arcade que se mostrou bastante divertido e por vezes desafiador.

CONCLUSÃO

O jogo Call of Duty: Black Ops – Cold War apresentou uma jogabilidade rápida, precisa e muito detalhada ao longo do seu gameplay, o título possui um visual incrível ao decorrer da sua campanha e com destaque para as cenas cinemáticas que beiram a realidade. Contudo, devemos mencionar que a campanha se mostrou relativamente curta e a quantidade de mapas não é tão grande quanto esperado, mas, apesar disso, aqueles que buscam por uma boa experiência de jogos de guerra podem sem duvidas comemorar, existem muitos aspectos positivos neste novo jogo que promete trazer muitas horas de diversão para os jogadores.


Jucélio “Lenda” Verissimo
Computador (PC)

Call of Duty: Black Ops – Cold War foi gentilmente cedido pela Activision para a realização desta análise.

Esta review representa a nossa opinião diante de tudo o que vimos e experimentamos, sabemos que cada pessoa possui opiniões diferentes em alguns aspectos, por isso sempre encorajamos que todos experimentem e tirem as suas próprias conclusões.

PONTOS POSITIVOS:

◆ O jogo está totalmente localizado no nosso idioma, acompanha dublagem (vozes) e legendas em PT-BR;
◆ A jogabilidade geral é rápida e precisa;
◆ Visual muito bem detalhado e realista;
◆ Boa diversidade de modos de jogo;

PONTOS NEGATIVOS:

◆ A campanha principal pode ser considerada um pouco curta;
Jogabilidade
9.5
Aspecto Visual
10
Aspecto Sonoro
9.4
Dificuldade
9
História
8
Diversão
9.7

Sobre o autor

Jucélio Verissimo
Fundador da Lenda Games, Editor-Chefe e Criador de Conteúdo em texto e streaming. Considero os melhores jogos de todos os tempos como Grim Fandango, Twinsen's Odyssey, Final Fantasy VIII e Diablo 2.

RELACIONADOS

PUBLICIDADE

-Advertisement-

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

-Advertisement-

PUBLICIDADE

LANÇAMENTOS

Redes Sociais

20,262FansLike
14,284FollowersFollow
2,877FollowersFollow

PUBLICIDADE

-Advertisment-

PARCEIROS VERIFICADOS

PUBLICIDADE

-Advertisment-

ACOMPANHE NO FACEBOOK

CONSOLES

Please disable your adblock and script blockers to view this page.