Onimusha: Warlords – Análise

 

Desenvolvido e publicado pela Capcom como um jogo de Ação/Aventura, o game Onimusha: Warlords foi lançado como uma remasterização de um grande clássico lançado para PS2, nesta nova versão para a atual geração de consoles é possível desfrutar de uma serie de novidades como gráficos aprimorados nos modelos de personagens, cenários e cinemáticas, assim como suporte aos controles analógicos.

A sua primeira versão lançada em 2001 para o Playstation 2 alcançou um sucesso estrondoso e se tornou rapidamente o primeiro jogo do PS2 a chegar a marca de 1 milhão de copias vendidas, em 2002 uma versão para o Xbox Clássico também foi lançada com o nome de Genma Onimusha que oferecia uma serie de melhorias em seu visual, novas areas, novos chefes e novas armaduras.

Esta remasterização de Onimusha: Warlords foi lançada em 15 de Janeiro de 2019 para as plataformas Xbox One, Playstation 4, Nintendo Switch e Computador.

O início de sua jornada

Você começa a sua aventura com o samurai Samanosuke Akechi que recebe uma carta da princesa Yuki informando que esta em perigo, forças demoníacas estariam ajudando o exercito de Nobunaga a tirar a vida de pessoas próximas a ela. Logo após encontrar a princesa ela é sequestrada por um poderoso demônio que também derrota Samanosuke, então você presencia uma força misteriosa chamada Oni (um tipo de demônio antigo) que lhe oferece uma manopla que possui o poder para derrotar os demônios que ameaçam o seu mundo, com isso você pode absorver as almas das criaturas que você derrotar pelo caminho e se tornar ainda mais forte.

Tudo se passa em um período histórico japonês chamado de Sengoku, em sua jornada você vai encontrar com muitas representações de personagens que viveram durante este período como ‘Nobunaga Oda’ que até hoje é acreditado como um dos personagens mais brutais daquela época, e é claro que o jogo também apresenta um tom sobrenatural da cultura japonesa que mostra diversas criaturas do seu folclore.

Um visual aprimorado

Nesta remasterização do clássico Onimusha: Warlords é possível perceber que os cenários Pré-renderizados foram mais trabalhados e agora tem uma qualidade visual mais agradável, os modelos dos personagens também receberam melhorias significativas, assim como as cenas cinemáticas que agora tem uma qualidade mais definida. O game também oferece suporte aos controles analógicos e traz uma nova trilha sonora.

Outro ponto que também deve ser mencionado é que as vozes dos personagens foram completamente refeitas, isso proporciona uma nova experiência para aqueles que jogaram o clássico na época do PS2, tudo isso sem contar que o jogo agora oferece a possibilidade de opção de tela 16:9.

Vale lembrar que Takeshi Kaneshiro que foi o dublador original de Samanosuke Akechi na versão clássica, foi chamado para novamente fazer a voz do famoso samurai, o que causa uma certa nostalgia aos fãs mais antigos do jogo.

Melhorando as suas habilidades

Durante a sua jornada você vai ganhar algumas novas armas que possuem poderes especiais, estas armas são Raizan (Poder Elétrico), Enryuu (Poder de Fogo) e Shippuu (Poder de Vento), cada uma delas possui uma habilidade diferente que você pode usar para derrotar os seus inimigos com maior facilidade, mas esteja sempre atento a sua barra de energia pois ela é consumida ao utilizar este tipo de habilidade. Ao longo do caminho você também pode coletar outros tipos de armas como o Arco e Flecha.

Sempre que você derrotar inimigos eles soltam algumas almas brilhantes que você pode coletar, estas almas possuem cores especificas, almas amarelas recuperam a sua vida, as azuis recuperam o seu poder de habilidades e as vermelhas são usadas para fazer aprimoramentos nas suas armas.

Quando você estiver em um local de salvamento é possível escolher a opção “Enhance” para gastar as almas vermelhas em upgrades na sua “Manopla Demoníaca”, “Espada” etc.

Outras características do jogo

Outro ponto interessante sobre o jogo é que dependendo da sua arma você pode ‘desbloquear’ novas zonas para explorar, se você estiver com Enryuu (Poder de Fogo) que possui uma cor vermelha, é possível desbloquear as portas que estão bloqueadas por um tipo de ‘vinha’ da mesma cor.

Algo que também chama a atenção é que em determinados momentos do jogo você controla Kunoichi Kaede, a ajudante de Samanosuke, mas ela não possui a mesma habilidade de absorver as almas, os seus ataques em sua maior parte são com Shurikens e uma Adaga.

Mas, mesmo assim Kunoichi Kaede se mostra imprescindível para resolver os “Puzzles” (Enigmas que devem ser resolvidos durante a sua jornada).

Conclusão

Onimusha: Warlords é uma boa experiência para os antigos jogadores da franquia que estão aguardando ansiosos por um novo titulo e também para os novos jogadores que nunca tiveram um contato com este grande clássico.  Apesar de uma simples remasterização o jogo apresenta alguns detalhes significativos ao possuir melhorias visuais em seus cenários e modelos dos personagens. Diferente da versão clássica o game conta agora também com um aspecto 16:9 e isso faz a câmera do jogo se movimentar para cima e para baixo dependendo da posição e do ambiente em que você esta, revelando locais não vistos pelos jogadores.

Apesar de tudo as melhorias são poucas e esperávamos algo mais evidente, em alguns momentos quando você morre após uma cinemática por exemplo, não é possível pular a cinemática e isso pode tornar tudo bem cansativo ao ter que rever ela novamente. O game também não possui legendas em Português do Brasil e esse é um ponto bem negativo pois a história do jogo é algo muito interessante. Contudo, a nova dublagem dos personagens do jogo foram boas, assim como a qualidade da trilha sonora do jogo que conseguiu passar uma boa sensação de acordo com os acontecimentos.


Identificação de Credibilidade da Review

Jucélio “Lenda” Verissimo
Xbox One (FAT)

Digital Key provided by Capcom

Esta nossa análise de Onimusha: Warlords representa a nossa opinião diante do jogo, com base em tudo o que vimos e experimentamos durante o gameplay.

Recomendamos a todos que joguem e tirem as suas próprias conclusões, pois, sabemos que as pessoas têm opiniões e gostos diferentes.


Entenda as nossas notas e avaliações, acesse aqui!

PONTOS POSITIVOS:

◆ Toda a movimentação dos personagens foi muito bem trabalhada pelos desenvolvedores.
◆ A dublagem dos personagens e trilha sonora merecem elogios.
◆ Oferece uma ótima ambientação em todos os cenários.
◆ Possui uma história que é verdadeiramente intrigante.

PONTOS NEGATIVOS:

◆ Em alguns momentos a câmera fixa pode causar confusão na sua movimentação, principalmente ao enfrentar inimigos onde precisa se movimentar com mais frequência.
◆ O jogo pode ser considerado curto, mas devemos levar em conta que é apenas uma remasterização de um clássico.
◆ Não possui legendas em Português do Brasil.
Jogabilidade
8
Aspecto Visual
7
Aspecto Sonoro
8.5
Dificuldade
7
História
8
Diversão
6.5

Sobre o autor

Jucélio Verissimo
Jucélio Verissimo
2 anos como responsável pela Lenda Games, criando conteúdo em texto e streaming. Grande fã da banda finlandesa "Poets of the Fall". Considero os melhores jogos de todos os tempos como Grim Fandango, Twinsen's Odyssey, Final Fantasy VIII e Diablo 2, também sou o Fundador da Lenda Games.

RELACIONADOS

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

LANÇAMENTOS

Redes Sociais

20,715FansLike
984FollowersFollow
2,901FollowersFollow

PUBLICIDADE

PARCEIROS VERIFICADOS

PUBLICIDADE

ACOMPANHE NO FACEBOOK

PUBLICIDADE