Castlevania Requiem: Symphony of the Night & Rondo of Blood – Análise Uma coletânea de grandes clássicos

Castlevania Requiem - Análise

Através de uma parceria entre a Konami e a SIE Worldwide Studios foi possível trazer aos jogadores da geração atual dos videogames da Sony uma nova versão de dois grandes clássicos com a coletânea de Castlevania Requiem, que acompanha os jogos de Castlevania “Rondo of Blood” e também “Symphony of the Night”, um dos mais famosos da franquia.

Este pacote tem como base a versão do jogo “Castlevania: The Dracula X Chronicles” lançado para PSP em 2007, onde já oferecia ambos os jogos clássicos de forma remasterizada para o portátil, e agora recebendo ainda mais melhorias para a sua chegada no PS4.

A coletânea de Castlevania Requiem foi lançada em 26 de outubro de 2018 de forma exclusiva para o console Playstation 4.

O grande clássico Rondo of Blood

Lançado originalmente em 1993 para o TurboGrafx-16, também conhecido como PC Engine, este jogo certamente é um dos grandes títulos da franquia Castlevania e recebeu até mesmo uma versão para o Super Nintendo que foi chamada de “Castlevania: Dracula X”.

Alguns anos depois uma versão foi lançada para o Playstation Portátil sob o nome de ‘Dracula X: Chronicles’, onde oferecia gráficos 3D nos cenários enquanto mantinha os elementos 2D da sua jogabilidade.

Uma jogabilidade nostálgica

Na versão de Rondo of Blood em Castlevania Requiem você percebe a decisão de manter os gráficos ao estilo 2D clássico do passado, mas existem novidades como a possibilidade de escolher opções de renderização de tela como ‘Imagem Reduzida/Expandida’ ou modos com ‘Scanlines’, aquelas tradicionais linhas das TVs de tubo CRT, upscale para resolução 1080p e 4K, assim como imagens de fundo em alta resolução.

Apesar de toda a sua jogabilidade se manter exatamente a mesma do jogo clássico, existem algumas melhorias nos controles que agora suportam a movimentação pelos analógicos e também vibração que não existia na época em que o jogo foi lançado originalmente. Os nossos tão queridos troféus também não ficaram de fora, aumentando ainda mais a sua sensação de recompensa ao jogar.

Nem tudo são flores

Mesmo com a sua chegada ao mercado de games após muitos anos o jogo ainda passa a sua sensação clássica ao oferecer os seus finais alternativos, cenas em forma de animes e a sua tradicional trilha sonora empolgante. Mas, apesar de manter tantos aspectos originais em Castlevania Requiem, é possível perceber que a abertura de Rondo of Blood é diferente da apresentada no jogo original que nunca foi lançado no ocidente.

Toda a abertura é baseada na versão remasterizada do game que foi lançada para PSP em 2007, o jogo também não recebeu a sua tão sonhada legenda para o Português do Brasil.

O inesquecível Symphony of the Night

Um dos jogos clássicos mais famosos da era do Playstation 1 esta novamente disponível para o publico depois de vários anos, o jogo foi lançado originalmente em 1997 para o primeiro Playstation e algum tempo depois recebeu versões para Sega Saturno, Xbox 360 e também para o Playstation Portátil.

Este foi o primeiro jogo que excedeu o tamanho máximo de 50MB para jogos na Xbox Live Arcade [XBLA], que depois dele passou a ser de 350MB na época, esta mudança foi feita para garantir que a experiência fosse a melhor possível.

Um deslize quase imperdoável

É nostálgico controlar mais uma vez o nosso querido Richter Belmont nos momentos iniciais de Symphony of the Night em Castlevania Requiem, e enfrentar o Drácula na famosa cena que ficou eternizada no mundo dos games, mas existe um ponto muito negativo nessa parte, pois logo fica claro que nesta versão em Castlevania Requiem a dublagem personagens são de acordo com a versão lançada para PSP em 2007, e também não acompanha legendas em Português do Brasil.

Por conta disso o jogo não acompanha as vozes clássicas e originais dos personagens, assim como boa parte dos diálogos em texto a exemplo do inicio onde o Drácula deveria falar ‘What is a man, a miserable little pile of secrets.’ ou até mesmo a lendária voz de Richter Belmont falando ‘Die monster. You don’t belong in this world!’, tudo isso esta completamente diferente em Castlevania Requiem.

Os diferentes aspectos do jogo

Assim como em Rondo of Blood existem algumas melhorias visuais no aspecto geral de Symphony of the Night nesta coletânea, como a presença de filtros gráficos para mudar o visual do jogo, e deixa-lo mais moderno através de gráficos mais ‘Lisos’ ou mais clássico com uma imagem mais ‘Quadriculada’. Assim como a vibração no controle ao desferir ou receber ataques dos inimigos.

Todo o seu gráfico, missões e jogabilidade ainda são idênticos ao original do PS1, assim como as telas de Carregamento, sistema de evolução do personagem, itens coletáveis e a presença de algumas leves melhorias nos elementos 3D utilizados. Alguns efeitos de som também são reproduzidos no controle do PS4 (Graças ao seu minúsculo alto falante).

Conclusão

É notável o esforço da Sony em parceria com algumas empresas, para trazer jogos clássicos ao console atual da geração. Castlevania Requiem foi fruto de um trabalho cooperativo com a Konami e trouxe bons resultados. Esta coletânea vale o investimento não somente pelos jogos oferecidos, mas principalmente pelo seu preço, o jogo chegou por apenas R$49,90 na loja da Playstation Store no Brasil, cada jogo estaria saindo por menos de R$25,00 e ainda mantendo muito do que os jogos eram originalmente.

Com toda a certeza Castlevania Requiem consegue prender o jogador em frente à televisão durante horas (Ou se irritar com a alta dificuldade de Rondo of Blood). Mas, o grande deslize com a dublagem original em SOTN aliado a falta de legendas em PT-BR é o que deixam essa coletânea com um gostinho de ‘Poderiam ter feito melhor’.


Identificação de Credibilidade da Review

Playstation 4 – ID: EddieeeSCCP
Digital Key provided by Konami

O painel de credibilidade reforça a nossa política de analises verdadeiras para jogos, serviços ou tecnologias que tivemos a oportunidade de jogar ou testar.
Não dê credibilidade a reviews em que o autor se recuse a mostrar o perfil que realmente tenha jogado ou testado o jogo, serviço ou tecnologia, isso vale para qualquer site da internet.


Entenda as nossas notas e avaliações, acesse aqui!

Castlevania Requiem

7.8

Jogabilidade

9.0/10

Aspecto Visual

7.5/10

Aspecto Sonoro

6.0/10

Dificuldade

9.0/10

Diversão

7.5/10

Pontos Positivos

  • Proporciona muitas horas de diversão
  • Diversidade de modos gráficos

Pontos Negativos

  • Sem possibilidade de escolher o áudio original
  • Diálogos de SOTN são diferentes do original
  • Não possui legendas em Português
Gostou do artigo? Compartilhe!
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Acompanhe a Lenda Games no Facebook, Twitter, Instagram, Mixer, Twitch e Youtube.

Comentários

Publicidade

MAIS NOTíCIAS