Presidente da Sony comenta sobre o novo Trailer de The Last of Us 2 “O jogo é feito por adultos e para adultos.”

Após um longo período sem novidades sobre The Last of Us Part II, finalmente saiu um novo trailer do jogo, mas, também  surgiu uma onda de pessoas que não gostaram do nível de violência apresentada e causou algumas reclamações por parte da comunidade.

No mesmo dia, O site Polygon se manifestou sobre o trailer em um artigo chamado “Parem de usar violência extrema pra vender seus jogos“. Após a leitura do artigo, é fácil perceber que na maior parte do tempo eles se referiram boa parte do tempo a violência contra a mulher, e não a violência no geral. Apesar de tudo, o assunto começou a ganhar proporções, e isso causou atualmente um tipo de generalização sobre o que é certo ou errado.

Logo após a conferência da Playstation na Paris Games Week, Jim Ryan Presidente da Sony Computer Entertainment na Europa comentou sobre a violência apresentada no jogo:

Jim Ryan – Presidente e CEO, SIE Europa & Presidente de Vendas Globais e Marketing, SIE.

O game é feito por adultos e para adultos. Eu não devo julgar antecipadamente, mas penso que o jogo será para maiores de 18 anos de idade.

Ele também conta que foi uma ótima forma de encerrar a apresentação no evento. Assista abaixo o novo trailer:

 

Perguntado sobre a falta de contextualização da violência apresentada, Ryan respondeu:

É difícil mostrar em cinco minutos algo para representar um game que durará dezenas de horas.

The Last of Us Part II ainda não tem nenhuma previsão de lançamento.

 

Ryan também estendeu seu argumento ao trailer de Detroit: Become Human, no qual retratou o abuso e a violência doméstica:

O game proporcionará uma série de experiências, e esse título também será direcionado aos adultos.

Assista abaixo o novo trailer de Detroit – Become Human:

 

O que achou da resposta dele? Conte pra gente nos comentários.

Gostou do artigo? Compartilhe!
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Acompanhe a Lenda Games no Facebook, Twitter, Instagram, Mixer, Twitch e Youtube.

Comentários

Publicidade

MAIS NOTíCIAS