Zombie Army 4: Dead War – Análise

Enfrentando incontáveis mortos vivos!

 

Os desenvolvedores do estúdio Rebellion lançaram recentemente Zombie Army 4: Dead War, o mais novo título de uma das franquias mais conhecidas da empresa. Ao decorrer desta análise vamos conferir tudo sobre este game que aposta no estilo survival horror com tiro em terceira pessoa onde o jogador é colocado para enfrentar incontáveis nazistas zumbis.

Zombie Army 4: Dead War foi lançado oficialmente em 4 de fevereiro de 2020 para as plataformas Xbox One, PlayStation 4 e Computador (PC).

ZUMBIS EM TODA PARTE!

Os acontecimentos deste mais novo título da franquia Zombie Army se passam no ano de 1946, os mortos vivos estão mais uma vez por toda a parte da Europa e o jogador está em sua luta para impedir esta enorme invasão. Desde os primeiros instantes da campanha (modo história) do game o jogador pode notar uma quantidade verdadeiramente grande de inimigos por toda parte, então a sua sobrevivência será realmente difícil ao percorrer as missões.

Embora o modo história possa ser jogado sozinho ao longo de 9 missões (algumas bem longas). A melhor experiência fica indiscutivelmente com o cooperativo online, oferecendo alguns momentos de diversão ao enfrentar incontáveis zumbis ao lado de até 4 amigos.

As fases do jogo possuem objetivos simples que são fáceis de entender, possibilitando um gameplay mais direto ao jogador, mas, por outro lado, a experiência se mostra algumas vezes repetitiva (principalmente se jogar apenas sozinho).

O jogo apresenta um visual interessante durante os primeiros momentos do gameplay, mas com o tempo você pode notar que não chega a ser algo muito chamativo ao jogador, então este acaba não sendo o seu ponto forte.

A famosa mecânica de “Raio-X” também esta presente no jogo, possibilitando que alguns disparos sejam realizados em uma espécie de câmera lenta onde o jogador pode ver todo o trajeto da bala.

DESAFIOS PELO CAMINHO!

A sua jornada pode ser realizada na pele de 4 diferentes personagens, sendo eles Boris, Jun, Karl e Shola. Cada um destes personagens possui aspectos únicos e habilidades que podem ser ativadas em determinadas ocasiões.

Em alguns momentos das fases você encontra tipos de “chefes” que são zumbis mais poderosos, alguns deles possuem lança-chamas, metralhadoras pesadas e até mesmo um “veiculo zumbi” pode ser enfrentado pelo caminho.

Outro ponto interessante é a possibilidade de encontrar e abrir “caixas” pelo caminho, estas caixas podem conter munição para as suas armas e até mesmo itens “especiais” que permitem alterar o efeito dos disparos.

Um exemplo de item especial que pode ser encontrado pelo caminho é a possibilidade de coletar um “aprimoramento elétrico” para a sua arma, permitindo causar um choque elétrico a cada inimigo atingido.

HORDAS E MAIS HORDAS!

Um dos pontos que chamou muito a atenção no jogo foi o modo Horda, este modo coloca o jogador para sobreviver contra incontáveis zumbis que vão surgindo com o tempo, este modo também pode ser enfrentado ao lado dos seus amigos em cooperativo (muito recomendado, pois sozinho pode ser difícil sobreviver). Quanto mais você conseguir sobreviver neste modo, novos itens vão surgindo para melhorar o seu poder de fogo. Os eventos semanais também estão presentes no jogo, oferecendo desafios ainda mais interessantes aos jogadores.

APRIMORAMENTOS E PONTUAÇÃO!

Entre as opções de aprimoramento é possível selecionar algumas “vantagens” que são como “talentos especiais”, como o “Segunda Chance” que é ativado ao ser gravemente ferido e permite ao jogador ficar caído no chão e usar sua pistola para eliminar zumbis e então retornar a luta. Vale lembrar que quanto maior o seu level, mais talentos você poderá desbloquear.

Os mortos vivos não são a única coisa pelo caminho, durante a sua jornada você também encontrará NPC’s sobreviventes ao chegar nos abrigos, neste lugar é possível interagir e realizar diversos tipos de melhorias em suas armas.

Sempre que uma nova fase é concluída os jogadores podem ver uma tela de pontuação, revelando quantos zumbis foram eliminados e muitos detalhes que pode ser usado para comparar com os seus amigos.

PERSONALIZAÇÃO E MAIS!

Algo que também vale notar neste novo lançamento da Rebellion é a presença de Emotes e até mesmo Skins de Armas, este tipo de “item” pode ser utilizado para tornar o seu personagem mais destacado em meio aos seus amigos durante as suas mais diversas sessões de jogo.

Outra coisa interessante é que durante o seu percurso em meio aos zumbis, você pode encontrar alguns tipos de armadilhas que podem ser ativadas ao pressionar um botão ou atirando em um local específico, assim facilitando a eliminação de muitos inimigos de uma única vez.

ASPECTO SONORO

Com relação ao áudio do game, os efeitos de tiro e explosões foram bem projetados, mas, a trilha sonora é pouco notável pelo jogador e não é algo muito agradável ao se jogar sozinho, em determinados momentos pode ficar uma sensação de que algo esta faltando.

Mas, se estiver jogando em cooperativo online com os seus amigos isso é algo que não faz muita diferença, já que pode estar interagindo com eles enquanto eliminam centenas de mortos vivos das mais diversas maneiras.

CONCLUSÃO

O jogo Zombie Army 4: Dead War oferece uma daquelas experiências que recebem opiniões mistas por parte da comunidade, embora ofereça um estilo direcionado a eliminação quase que incessante de mortos vivos (algo que se mostra mais interessante ao lado dos seus amigos em cooperativo), o game apresenta uma história que acaba se mostrando sem muita empolgação. Podemos notar facilmente que na maior parte do tempo estamos apenas eliminando zumbis sem parar enquanto percorremos cada um dos mapas das missões, muitas vezes seguindo objetivos repetitivos como levar um item especifico até um determinado ponto ou proteger um local.


Jucélio “Lenda” Verissimo
PlayStation 4 (SLIM)

Zombie Army 4: Dead War foi gentilmente cedido pela Rebellion para a realização desta análise.

Esta review representa a nossa opinião diante de tudo o que vimos e experimentamos, sabemos que cada pessoa possui opiniões diferentes em alguns aspectos, por isso sempre encorajamos que todos experimentem e tirem as suas próprias conclusões.

PONTOS POSITIVOS:

◆ Oferece uma experiência significativamente melhor em cooperativo;
◆ Possui legendas completas para Português do Brasil;
◆ Existem diversos tipos de aprimoramentos para as armas, assim como a possibilidade de adquirir novos visuais para as mesmas;
◆ As 'vantagens' podem ser desbloqueadas ao evoluir e oferecem ainda mais maneiras de enfrentar os zumbis;

PONTOS NEGATIVOS:

◆ Embora possua alguns momentos visualmente bons no início, o visual geral do jogo passa uma sensação de que poderia ter sido melhor;
◆ A história do game durante a campanha é algo que não chama a atenção do jogador e oferece alguns objetivos que se tornam cansativos durante o gameplay;
◆ Jogar sozinho não traz uma sensação agradável ou divertida para o jogador;
Jogabilidade
8.4
Aspecto Visual
7.5
Aspecto Sonoro
7
Dificuldade
9.2
História
6.7
Modos de Jogo
8
Diversão
6.5

Sobre o autor

Jucélio Verissimo
Jucélio Verissimo
25 Anos, Aficionado por desenvolvimento de jogos e de servidores. Grande fã da banda finlandesa "Poets of the Fall". Considero os melhores jogos de todos os tempos como Grim Fandango, Twinsen's Odyssey, Final Fantasy VIII, Diablo 2, Uncharted 3, Alan Wake e The Witcher 3, Também sou o Fundador da Lenda Games.

RELACIONADOS

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

LANÇAMENTOS

PUBLICIDADE

PARCEIROS

PUBLICIDADE

ACOMPANHE NO FACEBOOK

INSTAGRAM