Top 5 – Piores jogos baseados em filmes e séries! Não é somente filmes baseados em jogos que são ruins!

Top 5 - Piores jogos baseados em filmes e séries!

Filmes de jogos são quase sempre um fiasco porque se tornam adaptações bem distantes da obra original, mas os jogos que são baseados em filmes também tem vários exemplos desastrosos ao longo das décadas, alguns deles são lembrados até hoje, outros são uma surpresa de até mesmo existirem, temos exemplos do passado e alguns que são bem recentes.

Rambo: The Videogame

O videogame baseado na franquia de filmes de ação – Rambo – é um verdadeiro desastre, o jogo foi desenvolvido pela Teyon e publicado pela Reef Entertainment e se passa por cenários dos três filmes, Rambo: Programado para Matar, Rambo II: A Missão e Rambo III, o jogo iria ser lançado no final de 2013, mas foi adiado para o início de 2014.

Seu gênero é de jogos de tiro em trilhos, que é um subgênero dos jogos tiros onde o jogador entra em cenários e deve usar a mira para acertar os inimigos que vão aparecendo constantemente até que você avança novamente para um novo cenário, se você já jogou Time Crisis do PlayStation vai ter uma ideia clara do que descrevi.

Rambo: The Videogame pode ser considerado um dos piores jogos já feitos, além de sua jogabilidade ruim, ele tem uma música que sempre se repete em todos os cenários, os inimigos têm sempre a mesma cara e por mais absurdo que seja, eles têm sempre rostos ocidentais mesmo vestidos com trajes asiáticos, estes inimigos eram pra ser vietnamitas porque o cenário se passa na guerra do Vietnã.

Street Fighter: The Movie

Este é muito bom para mencionar, já que ele confunde a lógica de filmes de jogos que são ruins,  começando por ser um jogo do filme baseado em Street Fighter que foi um dos piores filmes de videogames já feitos (possivelmente matou Raul Julia de desgosto), o jogo foi desenvolvido pela Acclaim que também desenvolvia o concorrente Mortal Kombat, o motivo para a escolha da desenvolvedora foi o uso de sprites dos atores o que torna tudo mais bizarro ainda.

Está pérola foi lançada para Arcade e posteriormente ganhou versão para PlayStation e Sega Saturn, sua jogabilidade é parecida com a de Street Fighter, até mesmo os golpes, é como se pegassem o Street Fighter e apenas mudassem os sprites para os personagens do filme.

O jogo tem o combate de luta tradicional de Street Fighter, entre as lutas você tem fotos do filme com textos contando a história e tudo isso torna Street Fighter uma péssima ideia, assim como o filme.

Alien Colonial: Marines

Alien é uma franquia de horror de sucesso e uma das características que tornaram o jogo um fiasco foram os seus terríveis inimigos bugados, por conta de problemas eles se comportavam de forma completamente bizarra tirando completamente a tensão do jogo desenvolvido pela Gearbox Software, a mesma desenvolvedora de Borderlands e quem ficou a cargo de publicar o jogo foi a SEGA.

Recentemente foi descoberto a causa do problema dos xenomorfos não funcionarem como foi prometido, um erro de digitação tornou este um dos maiores fracassos baseados em uma franquia dos cinemas.

O jogo foi lançado com gráficos ruins, problemas com a inteligência artificial do jogo e problemas técnicos causados por um desenvolvimento tumultuado com a decisão da Gearbox de focar em outros jogos como Duke Nukem Forever e Borderlands 2, isso gerou controvérsia após o lançamento.

Superman: The New Superman Adventures

Popularmente conhecido como Superman 64 o jogo faz parte da história dos videogames como um dos piores jogos já feitos, foi desenvolvido e publicado pela Titus Software no ano de 1999 para o Nintendo 64 e é baseado na série animada da TV chamada de Supeman: A Série Animada.

O desenvolvimento do jogo foi totalmente afetado pelas donas da licença do Superman e afetou diretamente as decisões de design e historia do jogo, sua jogabilidade é bizarra onde o Superman tem que passar por anéis dourados voando em uma Metrópole virtual criada pelo Lex Luthor com uma névoa feita de kriptonita onde ele mantém amigos do Superman como refém, isso tudo foi gloriosamente afetado por bugs, glitches, controles horríveis e uma dificuldade alta.

Apenas 10% da ideia original do jogo foi colocada na versão final do produto por causa de restrições, uma versão para o PlayStation foi desenvolvida e quando o jogo estava quase pronto ele foi cancelado pela Warner Bros que possuía os direitos de Superman.

Back to The Future

De Volta para o Futuro é uma das franquias mais famosas do cinema e em 1989 o filme virou jogo pelas mãos da LJN sendo desenvolvido pela Beam Software e foi lançado para o Nintendo Entertainment System (NES) com o mesmo nome do filme, dessa vez não é a jogabilidade o problema, mas sim o jogo ser totalmente genérico e somente ter apenas o nome do filme como relação com o sucesso dos cinemas.

Visualmente o jogo não lembra em nada o filme, o sprite de Marty Mcfly não parece em nada com o figurino apresentado no filme, nada da história dos filmes foi colocado no jogo de forma direta, o jogador é colocado para coletar relógios para que seu futuro não desapareça, se você não conseguir coletar os relógios Marty Mcfly não terá futuro e desaparecerá da foto tirada em outra época, os inimigos do herói do filme são meninas com bambolês, bueiros, poças de petróleo e você pode morrer com apenas um ataque do “inimigo”.

O roteirista dos filmes Bob Gale afirmou que este era um dos piores jogos de todos os tempos e sua participação durante o desenvolvimento do jogo foi negada e quando o jogo foi concluído a LJN disse que era tarde demais para os novos pedidos de mudanças no jogo serem implementados.

Apesar de todos os games ruins que foram baseados em filme, as pessoas têm ideias e pensamentos diferentes, então fiquem a vontade para contar nos comentários quais os piores jogos baseados em filmes, e não deixe de conferir as nossas publicações do Top 5.

Gostou do artigo? Compartilhe!
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Acompanhe a Lenda Games no Facebook, Twitter, Instagram, Mixer, Twitch e Youtube.

Comentários

Publicidade

MAIS NOTíCIAS