Top 5 – Coisas que todo RPG deve ter! Tem que ter pra se interpretar o personagem

Top 5 - Coisas que todo RPG deve ter!

RPG é um dos gêneros mais importantes atualmente, influenciando a jogabilidade de jogos famosos que possuem elementos retirados de grandes sucessos como The Elder Scrolls V: Skyrim, The Witcher 3: Wild Hunt e muitos outros, só que nem todo jogo que se diz RPG realmente oferece uma experiência e jogabilidade para se interpretar o personagem como bem entender, jogar RPG é antes de tudo ser.

Criação de Personagem
Cyberpunk 2077
Cyberpunk 2077 – Seja você mesmo ou quem imaginou.

Nada como a experiência de gastar uma hora construindo um personagem que reflita o que você imaginou para seu alter ego em um mundo de fantasia, muita gente cria seu personagem para ser uma versão heroica de si mesmo, outros querem que seus personagens sejam iguais a eles mesmos, outros já criam do zero baseado em seus gostos de série, filmes e até mesmo nos personagens de ficção que mais gostam.

Ao jogar Pathfinder: Kingmaker você poderá escolher diferentes características para seu personagem antes de se aventurar, a raça influencia muito te dando vantagens, desvantagens e plano de fundo cultural, cada classe além de te dar poderes únicos diz muito sobre a personalidade do seu personagem, magias podem ser baseadas na sua vontade de ajudar os outros ou destruir seus inimigos, no fim dando a seu personagem uma personalidade única que influenciará suas escolhas mas que não te obriga a somente ficar com elas porque as vezes a aventura muda o personagem.

Bem e Mal ou Além

Escolhas são muito importantes e escolher entre o bem e mal ou dos males o menor é algo importante para se interpretar o personagem, em The Witcher 3: Wild Hunt você interpreta um caçador de Bruxos que geralmente tem que escolher dos males o menor, desde o primeiro jogo é demonstrado isso na história de Geralt que nem sempre é levado a matar um humano que se transforma em monstro, me lembro bem que existe um Lobisomem em Vizima no primeiro jogo da franquia e dependendo do caminho que você escolher ele vai sobreviver ou vai morrer, no fim Geralt expressa sua opinião dizendo que nem todo monstro é ruim e que este era um lobisomem decente comparado a alguns humanos; não vou dar spoiler da história.

Não deve ser apenas escolhas da jogabilidade, mas deve ser algo que faça com que o jogador sinta após receber a consequência de suas escolhas, em Mass Effect 3 você tem que escolher entre os Geth e os Quarians e é horrível porque você constrói uma relação com os dois, só que eu prefiro os Quarian, minha escolha sempre foi lógica, orgânicos ao invés dos Geth, mas eu já escolhi os Geth para sobreviver uma vez e foi uma experiência horrível ver a consequência com os Quarians.

Estilo de Combate

Nem sempre atacar é a solução dos problemas, você pode lutar com palavras usando diplomacia, em muitos jogos de RPG você é capaz de resolver problemas dialogando, mentindo ou usando de conhecimentos únicos e também se você não tem paciência para política, pode matar, roubar e burlar tecnologias para se chegar aos seus objetivos.

Se você jogou Dragon Age Origins sabe muito bem que o estilo de combate as vezes tem que seguir compatível com aqueles que lutam ao seu lado a fins de chegar a vitória e as habilidades e talentos únicos de seus companheiros, um vai na frente desarmando armadilhas, outros lançando flechas em inimigos e os matando antes de chegarem e o aventureiro que segura os danos para que as bolas de fogo destruam os inimigos restantes; nada mais RPG do que grupos em aventuras.

Em experiências mais modernas onde o jogador pode escolher o que desejar e mudar durante sua jornada como em Elder Scrolls V: Skyrim onde você pode começar lutando como o Conan, explorar como o Gandalf e descobrir os encantos de se tornar um Robin Hood que também faz parte de uma organização secreta, essa liberdade te da o poder de ser, e ‘ser’ é o que torna a experiência RPG.

Lar, Comida, Bebida e Ouro
Fallout 4
Fallout 4 – Fazer assentamentos é um prazer culposo.

Uma das minhas obsessões ao jogar Fallout 4 é construir uma sociedade com moradores fazendo tarefas diárias, essa coisa de viver uma vida dentro dos jogos é algo bastante RPG, em Pathfinder: Kingmaker você pode ser rei de uma terra e administra-la como bem entender sendo justo ou um tirano, são coisas que trabalham o seu desejo de ser algo grandioso.

Cozinhas, fazer poções e criar pergaminhos são coisas pequenas mas faz parte daquilo que o RPG precisa que é a imersão, você nem sempre vai querer ser um Paladino ou mestre das magias arcanas, a busca por fazer um certo item se torna uma aventura pessoal de seu personagem para conquistar o objeto de desejo.

Quando joguei Mass Effect uma das melhores coisas era ter minha própria nave, isso me permitiu ser o comandante Shepard com minha propria tripulação e personagens no qual eu me relacionaria e que moldaria meus caminhos durante a jornada.

Moda Aventura
The Witcher 3: Wildhunt
The Witcher 3: Wildhunt – Uma armadura elegante!

Nada reflete mais sua personalidade em um personagem do que a aparência dele, é irritante não poder escolher a aparência de suas armaduras e armas, em The Witcher 3: Wild Hunt você tem conjuntos de armaduras muito fodas e que você até mesmo ignora os atributos que deseja apenas para usa-las, interpretar um personagem é colocar também seu gosto na aparência dele.

Em Assassins Creed Odyssey você tem armaduras fantásticas baseadas nos desenhos de armaduras da Grécia Antiga, só que falta um sistema onde se possa escolher a aparência que se tem, algo que é muito comum nos MMORPG para que você faça seu personagem como deseja, mostrar quem você é com sua aparência vestindo uma armadura robusta ou uma de couro é faz parte do ser do RPG.

Todo mundo adora fazer listas e não somos diferentes, Top 5 é uma coluna que fala sobre cultura dos videogames, jogos específicos de forma a entreter e ensinar sobre o mundo dos jogos. Criticas, elogios e sugestões nos comentários!

Gostou do artigo? Compartilhe!
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Acompanhe a Lenda Games no Facebook, Twitter, Instagram, Mixer, Twitch e Youtube.

Comentários

Publicidade

MAIS NOTíCIAS